Ana Fidalgo – Exercício 4 – Micro e Macro Estrutura

Escolhi um trabalho da disciplina Arqueologia e Património. O texto é em Times New Roman tamanho 12, os títulos em Cambria (Títulos) Negrito título 1 tamanho 14, título 2 tamanho 13 e título 3 tamanho 11; alinhamento justificado, espaçamento antes 0 pto depois 10 pto, espaçamento entrelinhas múltiplo 1,15. O índice – Tabela Automática 2 letra Times New Roman letra 12 e título a Negrito. Margens superior 2cm e lateral 3cm.

Arqueologia – Vaso Zoomorfico

AnaFidalgo_4_MacroEstrutura

AnaFidalgo_4_MicroEstrutura

Ana Fidalgo – Exercício 3 – Imagem e Texto

No primeiro utilizei a imagem Bitmap da Rita Afonso “Lufada de ar fresco” e utilizei como paradoxo a palavra “Evolução”. Enquanto esta imagem tinha, inicialmente, um sentido de motivação, passou agora a ter um sentido de evolução. A imagem trata-se de uma evolução de um instrumento musical daí a minha escolha.

No segundo utilizei a imagem Vectorial da Mariana Neves “Galeria” e utilizei como paradoxo a palavra “Espectador”. Enquanto esta imagem dava, inicialmente, ênfase a galeria, agora passa a dar ênfase ao espectador, porque sem estes não há exposições e sem exposições não há galerias.

Ana Fidalgo – Exercício 2 – Imagem

Escolhi os caminhos-de-ferro como imagem que representa o caminho que quero tomar com este curso…um caminho que me leve a várias oportunidades e me de várias experiências. Ciências da arte e do Património é um curso que nos forma em varias áreas e essas áreas que exploram vários tipos de arte e dá-nos o contacto com vários artistas.

A minha imagem parte de uma fotografia escolhida, da qual recortei a parte que me interessava, sendo antes uma estação de comboio e acabando por ficar apenas os caminhos-de-ferros.

Na imagem vetorial optei por fazer um live trace, escolhi o color 6, e reduzi para apenas 4 cores. Na imagem bitmap mudei a cor da fotografia, pondo-a com uma escala de cinzentos e mexi no nível de escuros, pondo a imagem mais clara.

“Que ninguém me peça esse andar certo de quem sabe
o rumo e a hora de o atingir,
a tranquilidade de quem tem na mão o profetizado
de que a tempestade não lhe abalará o palácio,
a doçura de quem nada tem a regatear,
o clamor dos que nasceram com o sangue a crepitar.

Na minha vida nem sempre a bússola se atrai ao mesmo
norte.
Que ninguém me peça nada. Nada.
Deixai-me com o meu dia que nem sempre é dia,
com a minha noite que nem sempre é noite
como a alma quer.

Não sei caminhos de cor.”

Fernando Namora, in ‘Mar de Sargaços’

Image

Imagem Vectorial

Image

Imagem Bitmap

Ana Fidalgo – Apresentação

Ola, sou a Ana Fidalgo tenho 21 anos estou no curso de Ciências da Arte e do Património, no 3º ano na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. Gostava de continuar para mestrado dentro da área de curadoria e ter alguma experiência no estrangeiro.

Tenho um curso profissional de ourivesaria e adoro fotografia. Deixei de praticar ourivesaria quando acabei o curso, visto que necessitava de uma oficina mas continuo a tirar fotografia amadoras nas minha viagens no estrangeiro.