EXERCÍCIO 4

MACRO ESTRUTURA                                        MICRO ESTRUTURA

Macro Estrutura      Micro Estrutura

TRABALHO

TRABALHO FINAL DE MULTIMÉDIA PDF

O Trabalho que escolhi para fazer lhe dar uma nova organização foi o de Arqueologia – Placa de Xisto, é um trabalho que realizei este ano lectivo na cadeira de Património e Arqueologia,  continha algumas imagens, notas de rodapé, informação relativamente grande e como tal achei que seria uma mais valia dar lhe uma nova estrutura e organização.

A minha intenção era criar um trabalho mais dinâmico  com a utilização de uma ou mais colunas como também  utilizar a opção das capitulares nas partes que eu considera-se fundamentais no meu trabalho.Nas imagens coloquei então as legendas, algo que no trabalho original, não o tinha feito. Nas notas de rodapé tentei que fica-se com uma letra mais pequena que o texto original de forma a que não se notassem tanto, apenas serem  referencias. O índice também foi uma descoberta a para mim organizei de maneira a que se ouve-se alguma alteração no texto ele automaticamente também se alterava.

Ana Margarida Carrilho

EXERCÍCIO – PARADOXO

Eu escolhi este paradoxo pois pensei que se adequava à metáfora elaborada pela minha colega Camila Remonatto no trabalho anterior. Influenciei-me não só na ideia transmitida pela minha colega como também pelo famoso Jonh Ruskin que considerava que a melhor forma de “destruir” uma obra de arte é restaura-la ou seja para ele era melhor manter – se a obra em ruína do que se aplicar o próprio restauro, porque  isso tornar-se ia um falso restauro daí este paradoxo mesmo que queremos ir ao passado este nunca poderá ser visto como algo novo, actual ou moderno pois por detrás da obra tem uma historia, existe um passado nunca poderá ser removido.

Relativamente a segunda metáfora elaborada pela minha colega Margarida Fernandes penso que o paradoxo escolhido se apropriava à imagem, remeteu sem qualquer dúvida ao mundo infantil, a imagem tem cores e formas que nos encantam e nos deixam idealizados com o mundo de uma criança as cores alegres e as formas geométricas.

Expôs este paradoxo de forma a que me levasse para este mundo encantando, relacionando-o com a Arte com a Fantasia  com a Realidade  e com a  própria Vida estas componentes misturam-se e florescem, tal como uma criança.

Metáfora – ” O Mundo Curadoria”

CURADORIA

Para a elaboração deste exercício escolhi duas imagens:

Comecei por fazer uma pequena “manipulação” e por conseguinte o desfoque, distorção da imagem que eu escolhi como principal.

A minha área de interesse é sem qualquer duvida a curadoria  (em especial a possível organização de exposições) dai o desfoque do espaço ( galeria) onde se encontra a rapariga.

A nitidez visível do quadro que se encontra exposto, que a rapariga observa ( a execução de um restauro) encontra-se mais nítido e é aqui que entra a possível ideia de metáfora é no momento em que “destruo” o espaço galeria e beneficio a própria obra de arte. Criando uma obra única e inexistente.

Enquanto que no quadro temos a execução de um restauro em que está a ser melhorado, conservado e preservado, na imagem que representa a galeria encontra-se sem definição num estado de deterioração.

I

Ana Margarida Baptista Carrilho nº 5843

ABOUT ME!

DSCN0073

Olá Chamo-me Ana Margarida tenho 20 anos e sou da Faculdade de Belas Artes de Lisboa do Curso de Ciência da Arte e do Património do 3º ano.

Adoro ouvir musica, faz parte da minha vida é um elemento fundamental para  o meu equilíbrio  Gosto de estar com os meus amigos, sair à noite, conviver, partilhar bons momentos com eles, para que mais tarde possa recordar.

Como qualquer outra rapariga tenho um enorme fascínio  por roupa, e como tal levou me a criar um blog onde vendo as peças (em 2º mão) sempre com um preço acessível e em bom estado, era roupa que eu já não usava e como tal era uma maneira de puder ganhar algum dinheiro.

Este ano termino a Licenciatura e penso em seguir para o Mestrado numa vertente ligada à curadoria, gostava muito de puder estudar para fora é uma hipótese que não rejeito. O pais de eleição é Barcelona para concretizar este desejo e ambição.