Exercício_3_Paradoxo

Exercicio_3_Paradoxo_CamilaMortariRemonatto_Imagem_MargaridaCarrilho

A primeira imagem que trabalhei, de Ana Margarida Carrilho, a frase escolhida, faz um paradoxo com a metáfora elegida por ela. A imagem representa o mundo da curadoria, do universo museológico, da montagem de uma exposição. Quando um curador monta uma exposição, ao escolher o percurso no qual as obras/objectos vão ser apresentados, seus enquadramentos neste contexto, de certa forma, ele influência e direcciona a apreciação das obras pelo público. Em um museu, ou em um contexto de uma exposição planeada o apreciador não é de todo livre para interpretar aquilo que vê.

Exercicio_3_Paradoxo_CamilaMortariRemonatto_Imagem_MargaridaFernandes

Já a segunda imagem trabalhada, feita por Margarida Fernandes, o paradoxo proposto reside sobre a imagem escolhida por ela, um quadro de Paul Klee. A frase de Leonardo da Vince expressa o pensamento vigente em sua época, do Renascimento, que possuía regras rígidas para definir o Belo. Caso observássemos esta obra de Paul Klee sob esta óptica específica do Renascimento provavelmente ela não seria aceite como uma obra de arte porque não iriam cumprir estes requisitos. A letra escolhida faz alusão a própria caligrafia de Leonardo da Vince.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s