Metáfora exercício

Neste exercício optei por falar de um caminho que pretendo seguir, ou caso não seja este ao certo, que seja algo do género – a curadoria. Na imagem 1, optei por representar uma sala de exposições de uma galeria, como se ainda estivesse em estudo e análise, onde a principal obra exposta seria uma “nova fonte” – referente à Fountian de Marcel Duchamp. Esta encontra-se modificada, com outros tons e virada ao contrário, pelo simples facto de não ser a “fonte original” mas sim uma “nova fonte”. Tal como a “fonte original” criou um novo impacto na arte, gostaria que a “nova fonte” criasse alguma nova sensação, por variados motivos. A pessoa que se encontra a olhar, olha não para a obra, mas sim a maneira como a exposição está feita, como se a própria sala de exposições fosse a obra de arte, ou seja, o que está a ser apreciado não são as obras em si mas sim a obra de arte que é a sala de exposições, que tem de resultar a 100% para que as obras de arte funcionem a 100% igualmente. A segunda imagem 2 é feita no illustrator, em vector.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s